sexta-feira, janeiro 08, 2010

Notícias - Nigéria

Queridos irmãos,

Há muito o que escrever, mas nossos dias tem sido intensos e a internet raramente ajuda!

Conforme foi amplamente anunciado, viemos à Nigéria para três coisas pelo menos:

1) Ajudar as ONG's que recebem as crianças abandonadas e estigmatizadas por terem sido acusadas de bruxas pelos pastores evangélicos. A ação seria realizar atividades com estas crianças incentivando-as a abraçarem o amor de Jesus que as recebe e abençoa, pois delas é o Reino de Deus.

2) Mobilizar igrejas e pastores que aceitem combater este falso evangelho nascido no inferno e confrontar os pastores que praticam esta abominação, dizendo a eles que nosso Senhor Jesus não tem parte com eles.

3) Visitar famílias interessadas em conversar sobre o assunto e orientá-las a caminhar com seus filhos na super-abundante Graça do Senhor Jesus Cristo, vivendo em paz e alegria de terem sido alcançados pelo Evangelho, no qual já não resta qualquer maldição.

Encerramos ontem a primeira fase, levando as crianças da CRARN (Children Right And Rehabilittation Network) para a praia onde o Jojo ensinou a várias delas o básico do surf e muitas conseguiram pegar uma ondinha e irem longe nela! Foi um tempo muito bom para eles, enquanto o Marcelo e eu ficamos no hotel preparando o material de divulgação para a segunda fase.

HOJE INICIAMOS A SEGUNDA FASE!

É hora de partir para as ruas e falar abertamente a que viemos e porque. Fomos conhecer o Pastor John Okoriko, disante mais de uma hora de carro daqui. Ele é um dos poucos que lutam contra este falso evangelho. Ficamos muito felizes com as palavras e o comprometimento dele com o Evangelho de Jesus.

Confirmou que, embora 99% dos nigerianos do sul sejam cristãos e frequentem as igrejas evangélicas semanalmente, a mensagem pregada não é do Evangelho de Jesus. Ao assistir a mensagem de 7 minutos do Rev. Caio Fábio ele se mostrou entusiasmado e grato a Deus por termos vindo e não apenas se dispôs a estar conosco na reunião pública que faremos no domingo às 17:00 horas, como nos convidou para encontrarmos todos os lideres da igreja dele na próxima segunda-feira.

Visitamos ambém o pastor Emanuel, da mesma denominação do Okoriko, mas aqui em Eket. O mesmo aconteceu lá. Grande alegria e entusiasmo dele e dos líderes; tanto o pastor Emanuel, como Okoriko afirmaram que dificilmente encontraremos pastores e igrejas que aceitem nos apoiar, pois todas elas estão envolvidas com a crença na bruxaria e praticam estes atos absurdos contra as crianças, acusando-as de serem bruxas.

Foi quando afirmamos que viemos de longe porque acreditamos que é hora de dizer NÃO a estas mentiras do Diabo.

Dissemos ao Pastor Emanuel que iremos de igreja em igreja e diremos aos pastores que rejeitam esta prática que podem contar conosco, pois pretendemos ajudá-los na pregação do Evangelho de Jesus e no testemunho corajoso e público de que esta prática é abominável e tem que acabar e que Jesus já pagou o preço da redenção e toda maldição e pecado foram encravados na cruz do calvário.

Aos pastores que apoiam esta prática horrível, diremos que eles são inimigos da cruz de Cristo e que Jesus não tem parte com eles. Não teremos medo de dizer, em nome de Jesus, que os bruxos são eles e não as crianças; esta não é hora para meias palavras; é hora de confrontar as trevas com o Evangelho sem medo de dizer àqueles que se utilizam do nome de Jesus para trazer maldição sobre outros e para enriquecerem, que eles são contra Jesus e que um dia receberão a palavra diretamente de Jesus: "Eu não vos conheço".

Ao povo que estiver reunido no campo de futebol neste domingo e na segunda, dia 18, desafiaremos a dizerem não à bruxaria e à estigmatização das crianças como bruxas; que se manifestem dizendo não no próprio coração e na própria família; que pela fé recebam a Graça que vem somente da Cruz e vivam por ela a cada dia e por onde forem anunciem que a libertação já foi dada de uma vez por todas e que nenhuma criança jamais pode ser acusada de ser bruxa e que não pode ser abandonada pela família sob hipótese alguma.

É assim que cremos e é assim que pregaremos.

Orem por nós, pois amanhã começaremos a visitar cada igreja e pastor e no domingo teremos um encontro em campo público.

Beijo em todos,

Adailton

Nenhum comentário:

Postar um comentário