Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2007

O Caminho da Graça

O “Caminho da Graça” é uma manifestação humano-coletiva da experiência individual que cada um de nós tem com Deus em Jesus. Neste caminho procuramos conhecer o Caminho todo dia pela fé.

O “Caminho da Graça” é a experiência de gente como nós — gente cheia de histórias e veredas; e de encontros e desencontros; mas, sobretudo, gente que deseja andar na Graça até o fim; e andar na Graça para conhecer o amor de Deus hoje, em profundidade, para a plenitude de nosso bem já. Portanto o caminho da Graça só servirá para quem gosta de gente, que não se choca com os problemas humanos, nem com as complexidades existenciais.

O “Caminho da Graça” firma-se num principio de consciência, que é ser sincero com a nossa própria Queda, a fim de podermos ser misericordiosos com a dos outros.

No “Caminho da Graça” temos gente. Somente gente. Nada além de gente. Gente quase sem problemas. Gente com problemas. Gente com muitos problemas. Gente atolada em problemas. Gente-problema. Gente solucionadora de problemas…

UMA GRAÇA QUE POUCOS DESEJAM

Imagem
[por Caio Fábio]

Amados Caminhantes e amigos na mesma confissão de esperança: Graça e Paz!O motivo deste é lembrar “aos do Caminho” que têm também um compromisso de fé e amor com a mensagem e o propósito do “Caminho da Graça” — que não temos que abrir mão de nosso direito de primogenitura na alegria de dar, de ser generoso, e de exercitar a Graça como dádiva nossa aos outros.O que sinto é que em razão dos traumas com as “igrejas e pastores abusivos”, muitos foram para outro extremo, sendo enganados pelo diabo, o qual lhes diz que tudo é vigarice; e, assim, tendo um dia sido explorados, hoje caminham para se tornarem frios, cínicos, usurários e indiferentes.Que pena!Em 1986 escrevi um livro intitulado “Uma Graça Que Poucos Desejam”; o qual é todo baseado em II Coríntios 8-9. Em breve o livro estará em "e-book" e a todos estará disponível aqui no site.Leia o texto que transcreverei a seguir, pois lhe fará muito bem e abrirá seu entendimento para essa “Graça que poucos desejam” …

OS MACHUCADOS FILHOS DA GRAÇA-GELOL

A tendência natural da alma é viajar entre pólos, especialmente quando sua conexão com um deles começou como obrigação, convenção, comportamento moral ou mesmo como uma obrigatória rebeldia amoral.

Medo, obrigação, culpa e ódio são em geral as forças que mais pressionam a alma contra um de seus pólos, nesse caso, da pior forma possível.

Assim, presa como uma lagartixa por alguma força que a pressiona contra a parede do sentir, a alma ali fica, até se despregar por alguma razão (geralmente um tragédia ou trauma), e, então, deixar-se pendular para o pólo oposto, e lá ficar por um tempo (com sorte), ou para sempre, como muitas vezes é o caso.

Outros vão sendo sacudidos de um pólo para o outro, e como são frágeis e reativos, vão indo e voltando sempre, cada vez mais cínicos, cada vez mais impermeáveis a qualquer coisa.

Alternâncias sistemáticas de pólos dolorosos ou desconfortáveis (como é sempre o caso) acabam por gerar cinismo, pois, ninguém agüenta mudar-se o tempo todo para o pólo oposto…

A todos que no caminho seguem a Jesus

paz & bem!

Se confessamos que Jesus Cristo é Deus que se fez “carne e habitou entre (em) nós”, estabelecendo sua tenda no chão da história... por que não agimos como Ele?

Será que a encarnação nos é apenas uma informação? Um belo tratado teológico?

Será que é uma idéia que apenas deve existir na cabeça... sem nenhuma pretensão de acontecer?

Não! Absolutamente, não creio que assim seja...

O acontecimento da encarnação é expresso por um verbo grego que se fosse traduzido literalmente, teríamos um entendimento mais claro, de que tal ato, não apenas revela a descida de Deus ao mundo, de modo a ter em Jesus Cristo a personificação do Amor Divino; mas também, nos ilumina a consciência para um “modo de vida” que é segundo Aquele-que-a-tudo-dá-vida, e que traz Luz à existência de todo aquele cujo coração é o chão que se abre para receber esse dom.

Sendo mais claro, a “en-carne-(em)-ação” é expressa por um verbo que denota o sentido de que Deus “tabernaculou” – acampou no nosso meio. Ou seja, é…

FILHOS DO CINISMO DOS SANTOS

Somos todos do tipo de filho descrito no evangelho, que diz “sim, sim”; e que diz “amém, amém”, mas que não faz de seu “sim” um sim real na vida; e não faz de seu “amém” aquilo que amém quer que seja na vida.

Dia a dia ficamos mais cínicos, mais de fachada como os de Sardes, e mais possessos de orgulhosos saberes desapaixonados, como os de Laudicéia.

Dia a dia nos tornamos mais libertinos para a morte como os de Tiatira, e mais poderosos entre os que se assentam nos tronos de comando, como os de Pérgamo.

Mirradas são as Esmirnas entre nós. E Filadélfia se perdeu com a queda das colunas do santuário: a fé, a misericórdia, a justiça e o amor.

Somos blá, blá, blá...

Pingam palavras purulentas de nossos lábios...

Escorrem mentiras de nossas bocas...

Gonococos verbais espalham-se por nossas línguas e descem por nossas gargantas...

Mas...

Todos falam. Todos têm razão. Todos são corajosos virtuais. Todos são devotos do culto de si para si. Todos amam muito e cada vez mais aos seus “selfs”.

Não há paix…

O DIABO É COMPLICADO, mas Deus é simples!

O reino de Deus no homem é feito de simplicidade.

Um Deus.

Um dogma: amor.

Um Senhor e Sacerdote: Jesus, o Cristo.

Uma fé a professar: o amor revelado no Evangelho.

Uma certeza a possuir: a Graça é sobre todos.

Uma responsabilidade: ser em verdade.

Uma missão: ser humano conforme Jesus.

Uma atitude relacional: interdependência.

Uma decisão necessária: independência para obedecer a Palavra.

Um fluxo a seguir: o meu em Deus.

Um mundo a buscar: aquele no qual cada um respeita e é respeitado, trata e é tratado como gosta de ser.

Um só tesouro: o que cabe no coração.

Um cônjuge: amor por todos, mas amor conjugal por um só.

Amar a todos os mais novos como se fossem filhos, e aos filhos como se fossem os únicos.

Amar aos pais como quem ama a Deus, mesmo que Deus errasse...

E, assim...

Buscar manter o coração longe de amores equivalentes em natureza, de valares conflitantes em essência, de tesouros opostos entre si, de ambições antagônicas, de preocupações desnecessárias, de sofrimentos tolos e caprichosos, d…

.:AGENDA DE MAIO DA ESTAÇÃO FORTALEZA:.

.:AGENDA DE MAIO DA ESTAÇÃO FORTALEZA:.

CAMINHO NOS LARES TODA QUINTA-FEIRA ÀS 19HS
Se você deseja receber os caminhantes em sua casa. Envie-nos um e-mail com o melhor dia e endereço para que possamos agendar.

03/05 - Casa do Cândido – Av. C, 1555, 2ª. Etapa do Conjunto Ceará. (Fone 3294 0479 – Falar com Cândido)

10/05 – Casa da Tânia - Rua 121, casa 116, 1ªetapa do Conjunto Ceará (próximo ao terminal) fone 3489-6728(Falar com Tânia)

16/05 -(Quarta-Feira - 19:30hs) Casa do Yuri - Rua Eusébio de Souza, 1183, Bairro de Fátima - 3227 1151( Falar com Andrey ou Yuri)

24/05 – Casa do Ivo e Jana – Rua prof. Wilson Aguiar, 199, apt 1002, Edson Queiroz – Fone: 8817 5758

31/05 – Casa do Pc e da Bárbara - endereço a confirmar!

→ CAMINHO CONSCIÊNCIA
TODO DOMINGO AS 09HS

Dando continuidade ao nosso estudo do Evangelho, durante este mês estaremos apresentando uma série de mensagens sobre o Reino de Deus. Não percam! Local: Colégio Dom Helder Câmera - Rua Rosinha Sampaio, 1742, Quintino Cunha. (Esta Rua fica…

Relembrando

Imagem
Durante o mês de Abril caminhamos passo a passo, nesta caminhada fizemos diversas paradas nos lares dos caminhantes que recebiam de bom grado o Evangelho da Paz. Muitos já ousaram dá o primeiro passo dessa jornada que dá no Pai. Ficou claro em cada reunião que O CAMINHO DA GRAÇA É PARA TODOS, e PASSO A PASSO é melhor para caminhá-lo

Durante este tempo por vezes paramos para reforçar a consciência a partir do estudo do Evangelho. O reino foi nosso tema e nosso desafio.

Convivemos, e nessa vivência com o outro aprendemos. Dois momentos marcantes lembro-me das convivências. O primeiro foi a Ceia em memória ao Cordeiro onde muitas lágrimas foram deixadas no solo deste Caminho, e a outra foi nossa última reunião do mês, onde com simplicidade e leveza vivemos momentos de reflexão e alegria no Senhor.

Se você não participou de nada disso não deixe de participar neste mês de Maio. Dê uma parada na estação, estamos lhe esperando!

Nele que é o nosso Caminho