terça-feira, abril 28, 2009

Sobre os falsos "eus" que são os "si mesmos"

Galera do Pai,

Tenho falado nas reuniões da Maraponga sobre o que cada um pensa ser.
E também sobre o que cada um é, de fato.
Que há diferença entre as duas coisas.
Que o Evangelho chama para o que somos e não para o que pensamos ser.
Que só o que passa pela tal porta estreita é o ser, só o ser. O que não é o ser não passa.
Que mais cedo ou mais tarde todo mundo vai ser apresentado ao próprio ser.
Algo do tipo: Filho, isso aqui é você e isso aqui não é você. Aqui só passa o que é. Vem comigo?
E é nessa hora que a justiça-própria dos irmãos do filho pródigo dirá: Não, não vou! Eu não sou só isso!

Segue em negrito uma fala do Caio sobre essas coisas.
Penso ser essa a condição de quem "sofre" do tais processos de revisão mental (arrependimento) e mudança de rumo (conversão).
Penso ser essa a condição de quem está no Caminho, na Verdade e na Vida.

"...é ter coragem para desembrulhar esse pacote de enganos de "eus" falsificados que são os "si mesmos" e não ter medo do que vai sobrar...porque se não sobrar nada você não perdeu nada!" (Caio Fábio)

Que entre na nossa corrente sanguínea

no Caminho que é uma pessoa

hugo

Nenhum comentário:

Postar um comentário