terça-feira, abril 28, 2009

Carta

Caríssimos, desejava muito voltar a falar acerca da nossa salvação comum revelada na carta aos romanos mas devido a tantas histórias que me chegaram esses dias sobre o modo de viver daqueles que dizem terem ouvido a mensagem da Graça me sinto obrigado a falar sobre a ética do Reino e o viver dos caminhantes no Caminho.
De fato, entre nós há várias pessoas que convertem em libertinagem a Graça do nosso Deus e negam o nosso único Soberano e Senhor, Jesus Cristo. E embora muitos já tenham ouvido a mensagem do Reino, vejo se entregando a vícios contra a vida, profanam o próprio corpo, são levados pelos desvarios, desprezam a autoridade divina e ultrajam os mistérios da existência.
Gente assim fala da Graça que não conhece. Enveredaram pelo caminho de Caim; por ânsia de ter e sentir, precipitaram-se no extravio de Balaão e pereceram na rebelião de Coré. São nuvens sem água arrastadas pelos ventos; árvores de Outono sem fruto, duas vezes mortas e arrancadas pela raiz; ondas furiosas do mar a cuspir a espuma das suas desvergonhas; astros errantes, que habitam a mais tenebrosa escuridão. São uns murmuradores, queixosos da sua sorte, gente que vive ao sabor das suas paixões; da sua boca saem palavras pomposas, para adularem as pessoas, em vista do próprio interesse.

Por isso desejo lembrar-vos das coisas ensinadas pelo Nosso Senhor Jesus Cristo a fim de edifica-los no amor de Deus, esperando que a misericórdia de Nosso Senhor Jesus Cristo nos conceda a vida eterna.
A partir desta sexta-feira, dia 01 de maio de 2009, às 19hs, na estação do Caminho da Graça em Fortaleza, estarei expondo o Evangelho sobre o tema “A ética do Reino”.
Àquele que é poderoso para nos livrar das quedas e nos apresentar diante da sua glória, imaculados e cheios de alegria, ao Deus único, nosso Salvador, por meio de Jesus Cristo, Senhor nosso, seja dada a glória, a majestade, a soberania e o poder, antes de todos os tempos, agora e por todos os séculos. Amém.

Ivo Fernandes
28 de Abril de 2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário